sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Come on Baby, Light my funeral Pire


É incrivel como passamos a gostar de uma coisa incrivelmente poética, mas só depois de muito tempo você percebe isso. The Doors, um livro de poesia cantado e bem!

Jim Morrison, vocalista da banda, tinha uma relação bem íntima com a poesia. Suas músicas sao baseadas em poemas de Rimbaud, histórias de Jack Kerouac ( Na Estrada), James Joyce (Ulysses), entre outros. Suas inspirações vinham de aprendizados na adolescência, a famosa época da rebeldia, beat, onde vários autores citavam seus poemas e já eram considerados estrelas de rock (mesmo sendo escritores, isso já trazia fama, por serem rebeldes). Em um de seus poemas/músicas ele cita o seguinte:

When the still sea conspires
True sailing is dead...
...the first animal is jettisoned
Legs furiously pumping
In mute nostril agony
[Quando o mar tranquilo insurge-se...
 ...As verdadeiras navegaçoes estao mortas...
...o primeiro animal é alijado
Pernas movendo-se furiosamente...
Em muda agonia pela narina.]

Essa música se chama Living on The Edge, e foi escrito em seu final de carreira, muitos críticos pensam que ele estava se referindo a ele, como o cavalo que luta pela vida, ao ser lançado ao mar.

Outra música, Riders on The Storm, "Storm" (tempestade) é um vago símbolo para a vida, viemos ao mundo nus para enfrentar as ameaças da violência e da morte. Letra e música dessa cancão são fruto do trabalho dos quatro. Ela tem um fundo literário rico e complexo. Uns veem ali a violência da vida tal como entendida em Nietzsche e Artaud; as eternas andanças de Rimbaud em busca de paz; e, sobretudo, o poema de Hart Crane, "Praise for an Urn" (elogio a uma urna), no qual o poeta  em seu exílio herda os olhos tristes do Pierrot e o riso de Gargântua, o gigante de Rabelais. Na segunda estrofe do poema de Crane, as reflexões do poeta são descritas como sendo a sua herança, e ali encontramos o verso, quase o próprio titulo, da cancão "Delicate riders on the storm" (delicados cavaleiros da tempestade).

A influencia musical de Jim em poemas, não eh uma novidade, temos no Brasil poetas cantores também, como Renato Russo e Cazuza!!
Vamos nos inspirar nas poesias, pois elas foram inspirados no mundo, e nos somos o tal!!

RECOMENDO: Rimbaud e Jim Morrisson - Wallace Fowlie
                           Rimbaud - Uma temporada no inferno 






Vinícius Cardoso - from BMusica

Nenhum comentário:

Postar um comentário