segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Classic Albums: "90125" - YES - 1983


Como o álbum anterior, "Drama", gravado em 1980, sem a participação de Jon Anderson e Rick Wakeman que haviam deixado o grupo e  bem descaracterizado de seu formato original, este álbum  não conseguiu dar sustentação a banda e  pouco tempo depois o Yes foi declarado extinto para desespero de sua legião de fãs.

Crhis Squire e Alan White juntaram-se e começaram a compor algumas músicas e estruturar uma banda que viria a se chamar"Cinema", e como primeiro convocado, surge Tony Kaye, ex-membro do Yes e portanto, uma excelente aquisição para o novo grupo.

Mas como o que tinha acabado era um vínculo profissional e não a amizade, Jon Anderson teve contato com algumas músicas já compostas, interessou-se muito, reuniu-se com os demais e é claro, não estavam montando uma nova banda, mas indiretamente ressuscitando o Yes.

E não teria sentido montar uma nova banda, mas faltava ainda um guitarrista a altura e já que Steve Howe dedicava-se a sua carreira solo e ao Asia, chegaram aTrevor Rabin que além de excelente guitarrista, cantava muito bem.

Isto tudo para chegarmos ao álbum"90125", que por falta de ideia melhor recebeu este título que representava seu numero de série junto à gravadora ATCO.

Mas o mais importante é que este álbum teve vários significados para banda e para os fãs, pois ele representou uma ruptura no estilo da banda compor e tocar, pois saiu da linha do rock progressivo sinfônico para um pop bem moderninho e eletrônico, tocado por músicos com características totalmente opostas aos do movimento da época, mas que com talento de sobra adequaram-se muito bem ao novo cenário musical, proporcionando a entrada da banda na era da MTV, conseguindo vender mais de três milhões de cópias do álbum, com certeza o álbum mais vendido em sua história, colocando-o no topo das paradas nos EUA, impulsionados pelo single "Owner of a Lonely Heart" que era tocado loucamente em todas as rádios FM.

As demais músicas para o propósito do momento eram muito boas e aí, eu destacaria a instrumental "Cinema" que é a cara da banda nos velhos tempos,"Hearts""Hold on" e "Changes" como as músicas mais marcantes, além de"Owner of a Lonely Heart".

A única observação é que para os mais "Xiitas" o álbum não é de fácil audição, pois foge totalmente do que estávamos acostumado a escutar, mas por outro lado isso significou uma mostra de maturidade que o grupo adquiriu e que estavam muito bem alinhados com as novas tendências musicais possibilitando a manutenção da banda e que muitos álbuns ainda estavam por vir. 

Set-list:
01. Owner of A Lonely Heart 04:30
02. Hold on 05:18
03. It Can Happen 05:30
04. Changes 06:24
05. Cinema 02:08
06. Leave it 04:13
07. Our Song 04:18
08. City of Love 04:53
09. Hearts 07:40

Fonte: 7062khz Blog


Nenhum comentário:

Postar um comentário